domingo, 23 de Setembro de 2018  21:57
PESQUISAR 
LÍNGUA  

Portal D'Aveiro

Inovasis Prescrição eletrónica (PEM), Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica (MCDT), Gestão de Clínicas Inovasis

Inovanet


RECEITA SUGESTÃO

Cataplana de Mariscos

Cataplana de Mariscos

Ponha as amêijoas de molho em água e sal. Mude a água várias vezes até as amêijoas largarem toda a areia. Escove, raspe ...
» ver mais receitas


NOTÍCIAS

imprimir resumo
12-07-2018

Portugal defende o título europeu de hóquei em patins na Corunha



O campeonato da Europa de hóquei em patins começa no sábado, com a selecção portuguesa a defender o título em casa da actual campeã mundial, a Espanha, num torneio disputado de 14 a 22 deste mês, na Corunha. Dois anos depois de levantar o troféu, em Oliveira de Azeméis, a equipa de Luís Sénica inicia a caminhada na competição diante de Andorra, no domingo, depois de a Espanha inaugurar o torneio no dia anterior, diante da Inglaterra. A selecção das ‘quinas’ é a ‘cabeça de cartaz’ do grupo A, que, além de Andorra, conta também com a França, formação que pode ‘correr por fora’ pela conquista, Suíça e Áustria. O grupo B vai ter mais uma equipa, num total de seis, contando também com outra favorita, a Itália, que perdeu na final contra Portugal em 2016, contando ainda Holanda, Bélgica e Alemanha e as já referidas Espanha e Inglaterra. Portugal parte para a competição com o guarda-redes Ângelo Girão, Vítor Hugo e Henrique Magalhães, do Sporting, actual campeão nacional, o ‘guardião’ Pedro Henriques, Diogo Rafael e o ‘capitão’ João Rodrigues, que já assinou pelo Barcelona, Hélder Nunes, Rafa Costa, Gonçalo Alves, do FC Porto, e com Poka, que esta temporada alinhou no Valongo, mas também já assinou pelos ‘azuis e brancos’. Ferran Font, do Sporting, e Jordi Adroher, do Benfica, são os ‘portugueses’ na selecção espanhola, Alex Mount, da Sanjoanense, Charlie Oakes e William Rawlinson, do Hóquei Académico de Cambra, na Inglaterra, e Reginaldo Migalhas, da Juventude Azeitonense, representa a Holanda. Por outro lado, a Bélgica alinha três jogadores nascidos em Portugal, Nuno Rilhas, de 45 anos, Marco Miguéis e Sérgio Rita, e o treinador da Áustria, João Nuno Meireles, fecha o ‘rol’ de portugueses. A selecção belga é aquela que já não marca presença num europeu há mais tempo, 22 anos, sendo que outra curiosidade da equipa é que vai alinhar aquele que se vai tornar no jogador mais velho de sempre a jogar na competição, Serge Berthels, com 52 anos, e que competiu em 1996. De ambos os grupos vão sair quatro equipas, para depois serem disputados os quartos-de-final, no dia 20 de Julho, num modelo em que o primeiro classificado defronta o quarto da outra tabela, e em que o segundo lugar disputa com o terceiro o acesso à meia-final. Em 2016, Portugal venceu na final a Itália, na altura a campeã europeia, reconquistando um título que fugia desde 1998, apesar de ser a selecção que mais vezes levantou o troféu, num total de 21 vezes. Porém, entre 2000 e 2012, todos os campeonatos europeus foram conquistados pela Espanha, um hexacampeonato que, ainda assim, deixa os espanhóis a uma distância considerável de títulos, com um total de 16. Fora de portas, a selecção portuguesa já não vence um título desde 1993, quando conquistou o campeonato do Mundo em Itália, e em Espanha já não festeja desde 1987, ano em que se sagrou campeã europeia, em Oviedo.

ACESSO

» Webmail
» Definir como página inicial

Publicidade

TEMPO EM AVEIRO


Inovanet
INOVAgest ®