sexta-feira, 18 de Abril de 2014  04:12
PESQUISAR 
LÍNGUA  

Portal D'Aveiro

Publicidade Publicidade Artforme

Inovanet

INQUÉRITO

A Feira de Março realiza-se entre o dia 25 de Março e o 27 de Abril. Vai marcar presença?

sim
não
sem opinião
» ver todos os inquéritos  

RECEITA SUGESTÃO

Molho Béarnaise

Molho Béarnaise

Fervem-se no vinho e no vinagre a chalota ou a cebola picada, um ramo de estragão ou 6 folhas de cerefólio, os grãos de ...
» ver mais receitas


ROTEIROS TURÍSTICOS



ROTA DA ARTE NOVA

imprimir resumo
Ílhavo
1, 2, 3, 4 - Estrada Nacional 109, nºs 19, 22, 25 e 35

Na estrada nacional, em direcção a Aveiro, poder-se-ão encontrar exemplos de Arte Nova: combinando o ferro, o vidro, a pedra, o azulejo e a madeira.

5 - "Vila Africana", Ílhavo, sita na Estrada Nacional 109, nº 135
Tradicionalmente conhecida como a "Vila Africana", o seu interesse reside na fachada profusamente decorada com azulejos. O tratamento da fachada revela um equilíbrio entre os diversos planos e a sua decoração, como salienta Amaro Neves que destaca ainda os gradeados de ferro pela sua delicadeza.

Aveiro
6 - Casa do Major Pessoa, sita na R. Barbosa Magalhães, nºs 9, 10, 11 e Travessa do Rossio

Parceria de Silva Rocha e Ernesto Korrodi é a tradução prática da originalidade e talento dos dois artistas, materializada num dos mais belos edifícios da cidade. Considerada por todos um "ex-libris" arquitectónico, a riqueza da sua fachada resulta da pedra habilmente esculpida, conjugada com a arte do ferro forjado, um dos materiais mais representativos deste movimento artístico. Destaque ainda para a águia que, do alto do alçado fronteiro, enaltece e nobilita esta peça arquitectónica.

7 - Casa - Edifício do Rossio, sita no Largo do Rossio, nºs 3 e 4
Neste edifício recém recuperado, destaca-se a zona central da sua fachada, constituída pela varanda pétrea articulada com o ferro e enquadrada por duas janelas simétricas, também elas emolduradas com decoração tipicamente Arte Nova. A historiografia data a sua edificação como sendo de 1920-1930.

8 - Edifício da Casa dos Ovos Moles, sito na R. João Mendonça, nºs 24 e 25
Um pouco mais sóbria, esta construção faz realçar no seu topo uma mansarda cujo desenho de abertura se insere claramente na linguagem curvilínea deste estilo decorativo. A sua pequena varanda é sustentada por mísulas trabalhadas, tendo de ambos os lados janelas de peito, onde o ferro rendilhado lhe confere inegável elegância.

9 - Museu da República, sito na R. João Mendonça, nºs 11 e 13
De resolução agradável e harmoniosa, este edifício impressiona pela verticalidade ascensional do centro da fachada, arrancando das proeminentes mísulas que sustêm a varanda, prolongando-se nas duas colunas coríntias, culminando numa delicada mansarda. A decoração é no seu todo homogénea, articulando motivos florais e vegetalista da pedra com o ferro trabalhado das janelas e varandas.

10 - Edifício da Cooperativa Agrícola, sito na R. João Mendonça, nºs 5, 6 e 7
Impressionante pelas cores quentes utilizadas nos seus painéis de azulejo policromático, ninguém fica indiferente a esta jóia da arquitectura aveirense. Sobrecarregada decorativamente, aos azulejos, notável trabalho da Fábrica da Fonte Nova, juntam-se o ferro e o requinte trabalhado da pedra de ançã. Todo o conjunto decorativo vê-se envolvido pelas linhas ora suaves, ora sinuosas dos contornos das molduras, que unificam a fachada, conferindo-lhe uma luz peculiar.

11 - Edifício Restaurante - Pensão Ferro, sito na R. Tenente Resende, nº 30
Também esta construção é representativa da simbiose entre o ferro, o vidro, a pedra e o azulejo. Projectada por Silva Rocha, mas mais modesta na decoração, esta antiga serralharia apresenta-nos no piso térreo dois medalhões esculpidos com inscrições ladeando o grande arco abatido da entrada, onde o trabalho do ferro se exibe ondulante nas suas representações vegetalistas. O piso superior é revestido por azulejaria monocromática de onde ressalta a varanda, original pelas suas linhas. Do cimo emerge uma mansarda igualmente trabalhada, mas sem janela.

12 - Edifício da Residência do Arquitecto Silva Rocha, sito na R. do Carmo, nºs 12 e 14
Como não podia deixar de ser, a casa do arquitecto reflecte o espírito artístico característico da época, e as suas influências pessoais. Não sendo um edifício exuberante, certamente também não passa despercebido. Somos confrontados uma vez mais com uma decoração predominantemente vegetalista, presente nos azulejos e nos arcos que coroam as portas da entrada e as da varanda. De salientar a originalidade da solução preconizada na entrada do edifício, pela assimetria entre o desenho da porta e o da janela de peito, acentuada por um coroamento comum. Como característica habitual deste tipo de arquitectura, os vários elementos decorativos fundem-se, criando uma atmosfera de elegância onde a natureza se encontra representada.

13 - Edifício - Bar do Hotel "As Américas", sito na R. Eng.º Von Haff
Projectado por José de Pinho, este edifício é sem dúvida uma referência da Arte Nova aveirense. Nas suas paredes lisas rasgam-se belas janelas profusamente decoradas com grinaldas e delicados pendões floridos. A escadaria gradeada com finos recortes férreos estilizados, fazem lembrar filigrana. A fachada é percorrida em quase todo o seu perímetro por uma cimalha revestida por azulejos. No lado direito da fachada saliente relativamente ao lado oposto, elevam-se as águas furtadas onde se inscreve uma abertura com moldura pétrea finamente esculpida, com azulejos.

14 - Edifício da Sapataria Miguéis, sito na R. de Coimbra, nºs 1 e 3
A decoração da fachada do piso térreo foi realizada após a construção do edifício. Contornando as aberturas da porta e das vitrines do seu lado direito, pendem volumosas grinaldas de fino recorte. Na fachada oposta, as vitrines são coroadas com arcos de volta perfeita decoradas com motivos vegetalistas.

15 - Coreto do Parque Municipal Infante D. Pedro, sito na Avenida Araújo e Silva
Construção em ferro com decoração tipicamente Arte Nova, a sua planta octogonal foi traçada pelo Eng.º Araújo e Silva. Enquadrado pelo magnífico jardim, constitui ponto de paragem obrigatória.

Albergaria-a-Velha
16 - "Chalet" da família Vidal, Albergaria-a-Velha, sito na Praça José Ferreira Tavares

Construído em dois planos, um dos quais mais recuado e em frente do qual corre o gradeamento de ferro, destacam-se as janelas do lado direito do edifício sobre as quais se rasga uma varanda de belo efeito.

17 - Casa do Dr. António Pinho, sita na Praça José Ferreira Tavares, nºs 8 e 8A
Constitui o exemplar arquitectónico mais representativo da vila pela sobrecarga da sua decoração. Levantado à altura de dois andares, são as janelas geminadas do primeiro andar que atraem de forma imediata o olhar.


Informação gentilmente cedida pela Região de Turismo da Rota da Luz
« Voltar

ACESSO

Utilizador:
Password:
Ligar automaticamente:
» Registar
» Recuperar password
» Webmail
» Definir como página inicial

Publicidade

TEMPO EM AVEIRO


BOLSA DE VALORES

ALTRI 2.34 1.30
BCP 0.21 2.25
BES 1.22 2.34
BPI 1.91 4.03
COFINA 0.69 1.62
EDP 3.30 1.66
EDP Renováveis 4.65 2.29
GALP 12.53 0.56
INAPA 0.27 0.75
J.MARTINS 12.78 0.39
MOTA ENGIL 5.10 1.19
PORTUCEL 3.17 0.83
PTELECOM 3.04 1.17
REN 2.82 0.39
SEMAPA 10.00 0.00
SONAE IND 0.64 0.00
SONAE SGPS 1.31 1.87
SONAE.COM 1.98 2.86

Publicidade
INOVAgest ®